EVOLUA NO SURFE E FAÇA SUAS PRIMEIRAS MANOBRAS

Você sempre quis surfar ondas grandes, ser veloz e alucinar seus amigos com esguichos de água de seus tubos?
Com este artigo, você saberá tudo sobre manobras, como executá-las claramente em sua sessão, e se tornará “O” surfista do verão!!
 
Antes de começar é bom lembrar que o ganho de velocidade é o elemento fundamental para tentar as manobras seguintes.
A velocidade vai permitir que você surfe ondas grandes, ultrapassar as “séries” (zona onde a onda tende a se fechar), pegar amplitude, mudar de direção e iniciar suas primeiras manobras.
Encontre, em particular, nosso parceiro técnico de surfe Heremoana Luciani em 5 vídeos de instrução.


Manobra nº 1: Ganho de velocidade ou “pumping”


Para ganhar velocidade, o surfista tem de fazer os “S” na onda concentrando-se em 3 fundamentos: a flexão/extensão, a posição dos braços e o olhar.


 
O surfista flexiona (fica mais pesado) na descida da onda e se endireita (fica mais leve) para subir
 
 
1. Flexão // extensão
 
Para gerar velocidade é preciso fazer movimentos de flexão e alongamento sobre a onda. A flexão é feita no topo da onda (na descida) para a parte de baixo, é para ficar mais pesado.
O alongamento é para ficar mais leve e é feito da parte de baixo para o topo da onda.
 
2. A posição dos braços
 
É preciso ter o máximo de velocidade com o melhor equilíbrio possível; é importante manter os braços bem paralelos com a onda.
A palma das mãos tem de acompanhar a forma da onda.
 
3. O olhar
 
O olhar é a chave de todos os esportes de deslizamento, no surfe ele guia o corpo e orienta-o sobre a onda.
Para um deslizamento melhor é preciso olhar para longe na onda e não para a ponta de sua prancha.
 
 



 

Manobra no. 2: A Cavada


A cavada é uma manobra que geralmente é feita no início da onda logo depois do take-off (ficar de pé na prancha).
O objetivo da cavada é fazer uma curva eficiente na parte de baixo da onda para chegar ao topo da onda com o máximo de velocidade.
 
 
 
1. Flexão (sobre os apoios)
É preciso fazer uma flexão sobre seus apoios (seus pés) sustentando-se nos seus calcanhares (fase mais pesada) para colocar o trilho (a lâmina) da prancha na água.
 
2. O olhar e o balanço dos ombros
O olhar é um ponto fundamental em todas as manobras no surfe: guiará os ombros e o corpo todo na direção escolhida (aqui o topo da onda)
 
3. Diminuição de peso
A última fase da cavada de costas para onda que visa tornar o corpo mais leve para chegar ao topo da onda com máximo de velocidade para fazer uma manobra.
 
Para concluir, as fases 1 e 3 permitem gerar velocidade, ao passo que a fase 2 serve para girar o corpo todo.
 


 

Manobra no. 3: A Batida

A batida é a manobra de surfe por excelência, que pode ser executada sobre todas as ondas. Quanto maior o vácuo da onda, mais radical será a batida. Para executar uma batida backside (de costas para a onda) é importante olhar bem o lugar da crista (parte de cima da onda), onde queremos fazer a manobra.
 
 

 
 
Três pontos são importantes: o olhar, a velocidade e o equilíbrio dos ombros.
 
Como executar uma batida backside (de costas para a onda)?

1. Administrar sua velocidade antes da manobra

O surfista tem de imprimir uma velocidade máxima para conseguir executar uma batida backside.
É preciso o máximo de velocidade para voltar para onda.
 
2. O olhar

É importante olhar a parte da onda sobre a qual queremos fazer a batida. O olhar também é importante durante e após a manobra.
 
3. O equilíbrio dos ombros
 
O equilíbrio dos ombros resulta do olhar. Ele é necessário para a execução da batida. Este equilíbrio de ombros contribui na transferência de peso exigida pela batida. Ou seja, pressionando os desvios no topo da onda, e a diminuição de peso no fim da manobra.
 


 

Manobra no.4: O Cutback (cavada na base da onda em sentido contrário a descida da onda, fazendo um “S”) backside

O cutback é uma manobra essencial e uma das mais estéticas, que exige certa amplitude.
Consiste em executar um tipo de 8 “voltando para trás” no coração da onda, lá onde a potência é maior.
O cutback é executado mudando de direção duas vezes.

 

É importante antecipar sua manobra antes de executá-la. Isto é, saber aonde vai levar a prancha.
 
 
Como executar um cutback 
?

 
1. Para melhor executar seu cutback a primeira curva tem de ser longa, para manter a velocidade necessária para a segunda curva.
Para isso, é preciso ficar mais leve no topo da onda para executar uma curva, antes de voltar para o interior da onda.
O olhar tem de estar focado o mais rápido possível na segunda curva.
 
2. Uma vez que a volta para o interior da onda tenha sido executada, basta fazer uma meia volta balançando os braços no sentido da onda.
Neste momento da manobra, o corpo está bem flexionado e os ombros perpendiculares aos pés.
 
3. Uma vez feita a meia volta no interior da onda, é preciso se flexionar para aumentar o peso e retomar velocidade.
 
 


 

Manobra nº 5: A reentrada


A reentrada é uma manobra executada no fim da onda, quando ela vai se fechar.
Ela permite um último “movimento” com estilo, antes de ser envolvida pela espuma e/ou pegar uma nova onda.
 

 
Assim como nas manobras precedentes, é preciso se concentrar em 3 pontos básicos que são :
 

1. Flexão // alongamento

Quando você estiver na parte de baixo da onda, relaxe para ficar mais leve e subir a onda mantendo o máximo de velocidade. Flexione-se para abaixar o centro de gravidade e fazer sua meia volta estando o mais estabilizado possível sobre seus apoios.

2. O olhar

O olhar dirige o resto do corpo (principalmente os ombros), quando você estiver na parte baixa da onda, determine o lugar onde você vai «bater» a crista da onda para executar a Re-entry. Uma vez no topo da onda, vire sua cabeça e fixe seu olhar no lugar da chegada.

3. O equilíbrio dos ombros

Quando você chegar no topo da onda (na crista), sua cabeça gira para ver o lugar da recepção. Nessa hora, seus ombros e o resto do seu corpo têm de acompanhar para girar rapidamente sem se desequilibrar e cair.

4. Recepção

Pense em se curvar para trás para a recepção e evitar deste modo que o bico da prancha embique.

 

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
HAUT DE PAGE